ESCOLHA A SUA CIDADE
    HORA CERTA
    Vargem Alta
    Coronavírus: Prefeito de Vargem Alta decreta estado de emergência O decreto foi publicado ontem (19) no Orgão Oficial do Município e permanecerá vigente enquanto perdurar o alerta da OMS.
    (Foto: Divulgação)
    Autor: Conexão ES
    20 de Março de 2020 às 09h53
    (Atualizada) 20 de Março de 2020 às 09h54

    A prefeitura de Vargem Alta também declarou estado de emergência por conta da pandemia do coronavírus. O decreto foi publicado no Orgão Oficial do Município ontem (19) e permanecerá vigente enquanto perdurar o alerta da Organização Mundial de Saúde (OMS)

     Entre os principais pontos elencados no documento, estão:

     – Estão suspensas e proibidas as festividades, celebrações ou qualquer evento público ou privado que gere aglomeração de pessoas;

    - Os servidores públicos com mais de 60 (sessenta) anos, mediante designação do chefe imediato, permanecerão no desempenhando suas atividades, podendo optar pelo sistema home-office ou realocado em serviço sem contato com o público:

    - Fica autorizada a aquisição de bens e contratações de serviços afetos a Secretaria Municipal de Saúde, mediante dispensa de licitação, assim como adoção de requisição administrativa, ressalvando posterior a indenização.

    - Ficam suspensas as atividades nos grupos de fortalecimentos de vínculos de idosos no âmbito da Secretaria Municipal de Assistência Social.

    – À população em geral que adote as medidas de prevenção orientadas pela Organização Mundial de Saúde, em especial a RESTRIÇÃO A CUMPRIMENTOS COM CONTATOS FÍSICOS, A FREQUENTE HIGIENIZAÇÃO DAS MÃOS, EVITANDO-SE A PERMANÊNCIA DE PESSOAS EM AMBIENTES SEM CIRCULAÇÃO DE AR E O ISOLAMENTO DE IDOSOS E DEMAIS PESSOAS COM FRAGILIDADE IMUNOLÓGICA.

    – Aos comerciantes e iniciativa privada em geral:

    1. Obrigatoriedade de disponibilizar álcool em gel ou 70% (setenta por cento) e/ou dispenser de sabonete líquido e papel toalha para fins de assepsia das mãos evitando-se assim a redução do contágio;
    2. Adotem sistema de trabalho que evitem aglomeração de pessoas, principalmente em ambiente fechados e sem circulação de ar;
    3. Adotem, preferencialmente, a suspensão das atividades ou o sistema de home-office como medidas capazes de reduzir o contato físico entre as pessoas;

    IV – Aos bares, restaurantes e comércio de grande circulação de pessoas:

    1. Adotem, preferencialmente, a suspensão das atividades ou o sistema de home-office como medida de prevenção;
    2. Intensifiquem a frequência da limpeza de seus ambientes e utensílios;
    3. Realoquem as atividades e funcionamento para ambientes arejados, afastando as mesas existentes no local com, pelo menos, 1,5 (um metro e meio) de distância entre si;
    4. Adotem medidas para evitar aglomeração de pessoas;
    5. Em caso de suspeita de pessoas com sintomas, deverá comunicar a Secretaria Municipal de Saúde para providências cabíveis.

    V – As igrejas e/ou locais de culto religiosos:

    1. Suspendam a prática de eventos religiosos de forma a amenizar a aglomeração de pessoas, ficando a critério e responsabilidade dos Presbíteros a realização das missas e cultos;

     

    Leia o decreto acessando aqui.

    COMENTÁRIOS *
    * Opiniões expressas na área "Comentários" são de exclusiva responsabilidade do autor e não necessariamente representa o posicionamento do Conexão ES.