Idaf promove treinamento sobre febre aftosa em Vargem Alta - Conexão ES
ESCOLHA A SUA CIDADE
    HORA CERTA
    Agricultura
    Idaf promove treinamento sobre febre aftosa em Vargem Alta O evento é realizado no auditório do Hotel Monte Verde e em fazendas do município
    (Foto: Divulgação/idaf)
    Autor: Conexão ES
    29 de Agosto de 2019 às 11h17

    A equipe do Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Espírito Santo (Idaf) promove o “Treinamento em Emergência Veterinária com ênfase em Febre Aftosa conforme Plano de Ação Vol. 1 com simulado de campo”. O evento é realizado no auditório do Hotel Monte Verde e em fazendas do município de Vargem Alta.

    A programação teve início na segunda-feira (26) e segue até esta sexta-feira (30), com o público composto por médicos-veterinários do Idaf, dos órgãos de defesa agropecuária dos estados do Rio de Janeiro e Minas Gerais, e do Ministério de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

    O curso busca capacitar o Serviço Veterinário Oficial de Defesa Agropecuária do Espírito Santo com foco no Grupo Especial de Atenção a Suspeita de Enfermidades Especiais (Gease) para atendimento à notificação de doença vesicular, nível tático-operacional, conforme Plano Nacional para Febre Aftosa (PNFA).

    Brasil livre de aftosa

    Em 2018, as ações empreendidas ao longo da história para eliminar a doença do rebanho brasileiro foram solenemente reconhecidas na 86ª Sessão Geral da Assembleia Mundial da Organização Mundial da Saúde Animal (OIE), em Paris, na França. 

    Na ocasião, o Brasil recebeu o certificado internacional de zona livre de febre aftosa com vacinação, abrangendo os estados do Amapá, Roraima, partes do Amazonas e Pará.

    A partir de maio de 2019, o Acre e Rondônia, além de municípios do Amazonas e Mato Grosso, iniciaram a suspensão da vacinação. A previsão é de que no Espírito Santo os produtores parem de vacinar o rebanho após maio de 2021 e o Brasil inteiro seja reconhecido pela OIE como País livre de aftosa sem vacinação até maio de 2023.

    COMENTÁRIOS *
    * Opiniões expressas na área "Comentários" são de exclusiva responsabilidade do autor e não necessariamente representa o posicionamento do Conexão ES.