ESCOLHA A SUA CIDADE
    HORA CERTA
    Cachoeiro de Itapemirim
    Trabalhadores da saúde já podem receber vacina contra a gripe em Cachoeiro A segunda fase da campanha terá início no dia 11 de maio e incluirá idosos com 60 anos ou mais e professores das redes públicas e privada.
    (Foto: Márcia Leal/PMCI)
    Autor: Conexão ES
    20 de Abril de 2021 às 07h33

    Nesta segunda-feira (19), foi a vez dos trabalhadores da área da saúde de Cachoeiro começarem a ser imunizados contra a gripe (Influenza).

    Parte do público-alvo que compõe a primeira etapa da campanha nacional, os profissionais estão sendo atendidos nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) com salas de vacina, das 8h às 16h, nos dias úteis.

    Para a vacinação, os trabalhadores devem apresentar a declaração do local de trabalho e crachá ou cópia do contrato de trabalho ou carteira de trabalho, carteira do registro de conselho de classe, acompanhada da declaração do serviço de saúde.

    “A vacinação contra a gripe tem uma importância muito grande. Apesar de estarmos vivendo um momento crucial no combate à Covid-19, não podemos nos esquecer que a gripe também é muito perigosa, e a vacinação é a forma mais eficiente de prevenção”, ressalta o secretário de Saúde de Cachoeiro, Alex Wingler.

    A Secretaria Municipal de Saúde (Semus) ressalta que, em caso de gripe, febre ou com sintomas gripais, a orientação é que o usuário não procure a UBS neste momento para se vacinar. Pessoas com sintomas suspeitos para Covid-19 também devem adiar a vacinação contra a gripe, devendo esperar a recuperação total.

    Gestantes, puérperas e crianças

    Crianças de seis meses a cinco anos e 11 meses, gestantes e mães com até 45 dias de pós-parto (puérperas), que também fazem parte o público-alvo da primeira etapa da campanha, já começaram a receber as doses desde a última terça.

    As pessoas que pertencem ao grupo, que ainda não foram imunizadas, podem procurar as UBS com salas de vacinas, de segunda a sexta, de 8h às 16h. Para receber a dose, as gestantes devem apresentar cartão de pré-natal ou exame que comprova a gestação. Já as puérperas têm de apresentar a certidão de nascimento do bebê ou declaração de nascidos vivos, liberada pelo hospital. É necessário que todos levem o cartão de vacinas e os adultos também têm que apresentar documento de identificação com foto.

    Próximas etapas

    A segunda fase da campanha terá início no dia 11 de maio e incluirá idosos com 60 anos ou mais e professores das redes públicas e privada.

    Já a terceira etapa, que começará no dia 9 de junho, será voltada para pessoas com doenças crônicas e comorbidades, pessoas com deficiências permanentes, caminhoneiros, trabalhadores de transporte coletivos, profissionais de forças de segurança, salvamento e armadas, funcionários do sistema prisional e população privada de liberdade.

    A meta da campanha é imunizar 90% da população de cada um dos grupos prioritários.

    COMENTÁRIOS *
    * Opiniões expressas na área "Comentários" são de exclusiva responsabilidade do autor e não necessariamente representa o posicionamento do Conexão ES.