Aula prática contribui para a aprendizagem de alunos em Itapemirim - Conexão ES
ESCOLHA A SUA CIDADE
    HORA CERTA
    Educação
    Aula prática contribui para a aprendizagem de alunos em Itapemirim A Prefeitura de Itapemirim deu suporte para que os alunos tivessem a experiência.
    Os alunos ficaram impressionados com a beleza do litoral e do relevo, visualizando os Montes Aghá e o Frade e a Freira.(Foto: Divulgação)
    Autor: Conexão ES
    12 de Julho de 2019 às 07h23

    Quarenta alunos da Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio (EEEFM) Leopodino Rocha, localizada em Itapemirim, participaram de uma importante aula de campo, onde puderam aprender na prática, conteúdos aplicados nas aulas de Geografia.

    Acompanhados por professores, guarda-vidas, agentes da defesa civil, técnicos da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, os estudantes estiveram na Ilha dos Franceses, localizada a quatro quilômetros da Praia de Itaipava, que pertence ao município de Itapemirim.

    Segundo o professor idealizador da ação, Roberto Acruche, os alunos gostaram muito da experiência e agora ficam ansiosos por novas descobertas da disciplina. “No mês de junho realizamos essa visita, com um grupo de 30 alunos. A experiência foi tão positiva e produtiva, que agora fizemos de novo, com uma turma maior, com 40 estudantes”, disse.

    Os alunos do 8° ano, Loara Ferreira Silva e Kerverson Guimarães Gomes, ambos de 14 anos, ficaram impressionados com a beleza do litoral e do relevo, visualizando os Montes Aghá e o Frade e a Freira. Os estudantes também destacaram que o conteúdo, antes aprendido em sala de aula com o professor, puderam ver e aprender na prática, adquirindo assim, conhecimentos de forma mais rápida com as aulas de campo.

    Já o estudante, Wesley Moreira, realizou uma importante tarefa de retirar os lixos deixados na ilha. “Fiquei muito triste e emocionado com o pequeno caranguejo que encontrei dentro de uma garrafa pet. Ele entrou e não conseguiu sair e cresceu lá dentro, com certeza, se ficasse preso por mais tempo ele morreria, mas graças a Deus consegui libertar. Os tatuís que encontrei dentro de outra garrafa já estavam todos mortos. Peço as próximas pessoas que visitarem a ilha, não joguem ou deixem seus lixos lá para não agredir mais a natureza", manifestou o aluno.

    A Prefeitura de Itapemirim deu suporte para que os alunos tivessem a experiência. “Guarda-vidas e agentes da defesa civil foram importantes para garantir a segurança dos alunos durante a viagem de barco e durante os momentos que passaram na Ilha, já os técnicos da Secretaria de Meio Ambiente puderam aplicar aulas de educação ambiental, mostrando a importância fundamental de cuidar bem, tanto da fauna quanto da flora, que tem sofrido com a irresponsabilidade humana”, disse o professor Roberto Acruche.

    COMENTÁRIOS *
    * Opiniões expressas na área "Comentários" são de exclusiva responsabilidade do autor e não necessariamente representa o posicionamento do Conexão ES.