MP denuncia padrasto suspeito de matar enteada por estupro e feminicídio - Conexão ES
ESCOLHA A SUA CIDADE
    HORA CERTA
    Polícia
    MP denuncia padrasto suspeito de matar enteada por estupro e feminicídio Sandro Machado é suspeito de estuprar e matar a menina Sara Manuela Silva, que tinha 9 anos, em julho.
    Sara Manuela Silva foi encontrada morta em Londrina(Foto: Reprodução/RPC)
    Autor: Conexão ES
    06 de Agosto de 2019 às 21h41

    O Ministério Público do Paraná (MP-PR) denunciou o homem suspeito de estuprar e matar a enteada em Londrina, no norte do Paraná, por estupro de vulnerável e feminicídio, nesta terça-feira (6).

    Sandro de Jesus Machado, de 25 anos, está preso desde o dia 21 de julho, data em que o corpo de Sara Manuela Silva, que tinha 9 anos, foi encontrado em um fundo de vale.

    De acordo com a polícia, Machado confessou que estuprou e matou a enteada em depoimento. Disse que levou a menina até um fundo de vale, estuprou e decidiu matá-la porque a criança falou que contaria para a mãe. O suspeito afirmou à polícia que ainda ofereceu R$ 5 pelo silêncio da enteada.

    A delegada do Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente Vítimas de Crimes (Nucria) Livia Pini, indiciou Machado no dia 30 de julho pelos crimes de estupro e feminicídio.

    Conforme a delegada, a vítima já tinha sido vítima de abuso sexual anteriormente e o padrasto é suspeito de ter estuprado a menina meses antes da morte.

    Por este motivo, a promotora Susana de Lacerda teve o mesmo entendimento do Nucria e denunciou Machado duas vezes pelo crime de estupro de vulnerável e feminicídio.




    Fonte: G1 Norte e Noroeste

    COMENTÁRIOS *
    * Opiniões expressas na área "Comentários" são de exclusiva responsabilidade do autor e não necessariamente representa o posicionamento do Conexão ES.