Suspeito de matar tatuador por causa de dívida de R$ 700 é preso na Serra - Conexão ES
ESCOLHA A SUA CIDADE
    HORA CERTA
    Polícia
    Suspeito de matar tatuador por causa de dívida de R$ 700 é preso na Serra Segundo a polícia, Hudson Pinto Valadares Júnior foi morto a tiros por ter cobrado dívida de uma tatuagem feita no suspeito.
    Thiago de Oliveira, de 24 anos, foi preso pela Polícia Civil no bairro Cantinho do Céu, na Serra(Foto: Divulgação / PCES)
    Autor: Conexão ES
    04 de Julho de 2019 às 04h48

    Um suspeito de participar do assassinato do tatuador Hudson Pinto Valadares Júnior, em fevereiro de 2016, foi preso no bairro Cantinho do Céu, na Serra, nesta terça-feira (02). Thiago de Oliveira, de 24 anos, o "Esquilo", foi detido durante uma operação da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) da Serra.

    De acordo com o delegado Rodrigo Sandi Mori, responsável pelo caso, a vítima foi assassinada por ter cobrado uma dívida de R$ 700 de Thiago, por causa de uma tatuagem feita no suspeito. “As investigações apontaram que Hudson era tatuador e não tinha envolvimento com atividades ilícitas", afirmou o delegado.

    Contra Thiago havia um mandado de prisão preventiva em aberto. O suspeito foi encaminhado ao sistema prisional. O outro suspeito do crime, Lucas Venicios Souza Reis, de 27 anos, já estava preso.

    Hudson foi morto a tiros no dia 8 de fevereiro de 2016, no bairro Jardim Tropical, na Serra. A vítima, que tinha 29 anos na época do crime, morava em São Pedro, Vitória, e teria ido a Jardim Tropical para fazer uma tatuagem.

    Testemunhas afirmaram na época que o tatuador foi alvejado em uma esquina. Ao tentar correr dos disparos, Hudson ainda entrou em uma igreja, mas acabou morrendo no local.






    Fonte: Folha Vitória

    COMENTÁRIOS *
    * Opiniões expressas na área "Comentários" são de exclusiva responsabilidade do autor e não necessariamente representa o posicionamento do Conexão ES.